empregados pela Secretaria de Saúde da Bahia (Sesab) decidiram suspender os atendimentos eletivos em toda a rede hospitalar do estado, nestas terça e quarta-feira (5 e 6 de junho). De acordo com o Sindicado dos Médicos do Estado da Bahia (Sindimed), a paralisação de dois dias é resultado da insatisfação da classe quanto à proposta do governo em rodada de negociação realizada na última quarta-feira (30).Na ocasião, o secretário de saúde da Bahia, Jorge Solla, apresentou os argumentos do governo quanto às reinvidicações dos médicos. Porém, segundo o Sindimed, não houve clareza e prazos definidos. A categoria alega baixos salários, más condições nos locais de trabalho e luta para que a Sesab concorde com a gratificação para os plantões de 12 horas.

 

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.