ITAPETINGA:Pivô de Furto De armas e Drogas De Fórum Esta Preso

Um inquérito instaurado e um processo parado na justiça. Era assim que estava o caso das armas e drogas furtadas do fórum de Itapetinga e que foi descoberto em 2004. A situação pode ter um desfecho nos próximos dias,Na época, Alan era guarda municipal e trabalhou no Fórum José Alfredo Neves da Rocha por dois anos, sendo responsável pela guarda do patrimônio. Seria ele, de acordo com o que foi apurado pela polícia, a pessoa que passava as chaves do cartório para outros guardas, que furtaram as armas e drogas gradativamente. Leia a Matéria Completa.

 
 
Um policial militar, guardas municipais e pessoas que compraram as armas foram indiciadas por formação de quadrilha e receptação.
 
DESCOBERTA DO SUMIÇO DE ARMAS E DROGAS
 
O sumiço das armas somente foi descoberto durante uma audiência em que a juíza da época, Tereza Cristina Navarro, solicitou a apresentação de uma arma de fogo para reforçar denúncia contra um acusado.
 
Após inspeção, a juíza constatou que dezenas de armas e uma grande quantidade de drogas tinham sumido do depósito do cartório.
 
Quando interrogado, Alan Correia dos Reis admitiu que havia cedido por diversas vezes as chaves de acesso ao fórum para colegas guardas e a um policial militar, logo identificado. Disse, ainda, que o policial colocava as armas no porta-malas de seu veículo.
 
Naquele ano de 2004, o policial militar e os guardas envolvidos foram presos. Alan, que teve a prisão decretada, fugiu de Itapetinga, sendo localizado recentemente no interior de Minas Gerais.
 
Nesta quarta-feira, para o delegado titular Roberto Júnior, Alan voltou a confirmar a sua versão anterior, revelando fatos comprometedores.
 
MORANDO E TRABALHANDO EM OUTRO ESTADO
 
“Fui embora porque temia pela minha vida”. Essa foi a justificativa dada por Alan Correia dos Reis para fugir, após ter a sua prisão decretada em 2004.
 
O ex-guarda municipal disse que naquele ano se dirigiu para São Paulo e tempos depois para o interior de Minas Gerais, onde permaneceu até ser preso na cidade de Mangas, há quarenta dias. Estava custodiado no Presídio de Januária, em Minas Gerais, e nesta quarta-feira acabou sendo recambiado para o Complexo Policial de Itapetinga.
 
Com a prisão de Alan, a justiça criminal pretende concluir o processo que já dura oito anos e, assim, punir os culpados. Fonte Itapetinga na midia ( Zé Bispo )

 

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.