Uesb implanta Doutorado em Educação Científica e Formação de Professores

sistema-de-bibliotecas-da-uesb

Referência em pós-graduação na Bahia, a Uesb ampliou seu quadro de cursos com a aprovação, nesse mês de novembro, de mais um Doutorado. O campus de Jequié contará agora com o Doutorado em Educação Científica e Formação de Professores, que tem previsão de seleção para 2020.

Com essa aprovação, professores da Educação Básica, de Institutos Federais, bem como profissionais de nível superior que atuam na área do Programa poderão ampliar sua qualificação, melhorando assim a qualidade de ensino na região, como pontua o coordenador do curso, professor Bruno Ferreira. Para ele, o novo curso “fortalece a inserção da Uesb na área de ensino de Ciências, de forma que solidifica a presença da Universidade nesse campo, confirmando nosso curso como uma referência nacional”, complementou o coordenador.

Além disso, a implantação do curso na Uesb potencializa convênios e intercâmbios com outras Universidade, inclusive estrangeiras, aumenta a possibilidade da Instituição concorrer a mais editais de financiamento para captar recursos e contribui com a  formação de pesquisadores nessa área.

Desenvolvimento no interior da Bahia – Segundo o pró-reitor de Pesquisa e Pós-Graduação da Uesb, professor Robério Rodrigues, há uma correlação entre o desenvolvimento científico e tecnológico de um país e seus indicadores sociais e econômicos. “O surgimento de um doutorado nesta área contribui para mitigar as preocupações em torno do desenvolvimento da Educação Científica, sobretudo pela atuação dos futuros doutores na melhoria da Educação Básica, uma vez que o foco é a formação de professores”, pontuou o pró-reitor.

Com a implantação desse Doutorado, a Uesb aumenta seu portfólio de cursos voltados para a área de formação de professores. Atualmente, a Universidade possui mais de dez de cursos de mestrado e doutorado que contribuem com o desenvolvimento da Educação Básica no estado. “No Sudoeste baiano, temos um importante papel a cumprir e estamos trabalhando para dar esta contribuição. Nossos grupos de pesquisa que atuam na área se esforçaram, ao longo das duas últimas décadas, para que a sociedade pudesse dispor de oportunidades de formação como as que ofertamos hoje”, explicou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *