Placa do Mercosul é adiada e não será obrigatória em veículos já emplacados

placa

Depois de suspender o projeto, o Contran (Conselho Nacional de Trânsito) publicou hoje (11) ajustes para a adoção das placas de veículos com o padrão Mercosul no Brasil. O início da implementação foi atrasada pela terceira vez, de 1º de setembro para 1º de dezembro de 2018. A mudança deveria ter entrado em vigor no país em janeiro de 2016. As placas do Mercosul já são usadas na Argentina e no Uruguai. A mudança retira a obrigatoriedade de troca de chapas para os veículos que já estão em circulação. A antiga resolução dava dava prazo de cinco anos para a frota nacional fazer a substituição. De acordo com o Ministério das Cidades, os fabricantes de placa deverão se cadastrar junto ao Denatran para a realização legal da atividade. (M1)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *